segunda-feira, 21 de junho de 2010

CALA BOCA BRASIL

CALA BOCA GALVAO foi, como classificou o “The New York Times” o “El País” entre outros, a maior pegadinha virtual da história. Com bom humor e descontração os twiteiros além de eternizarem a expressão, ainda conseguiram o apoio do próprio Galvão que, ao aceitar rindo a brincadeira, mostrou uma esportividade ímpar, e uma inteligência enorme, até quem realmente não gosta do Galvão, achou simpática a entrevista dele para o “Central da Copa”.

Essa inteligência e esportividade são características chave que faltam a outro de nossos personagens esportivos da atualidade, o técnico da seleção brasileira. Após a vitória do Brasil sobre a Costa do Marfim, durante a entrevista coletiva, Dunga interrompeu sua resposta para interpelar o jornalista Alex Escobar que estava “fazendo sinal de negativo com a cabeça”, algo que está no direito dele de fazer. Escobar não é obrigado a concordar com Dunga, e Dunga não é obrigado a concordar com o Escobar, mas uma coisa que não pode acontecer, é a falta de respeito.

O técnico da seleção, em uma atitude extremamente infantil, resolveu passar o resto da coletiva xingando o jornalista entre uma pergunta e outra, algo gratuito e desproporcional. Dunga mais uma vez perde uma ótima oportunidade de ficar calado.

Dunga não se usa de inteligência quando faz coisas assim, ele tinha a faca e o queijo na mão para mudar a opinião de todos os brasileiros, afinal apesar de extremamente criticado pela imprensa e pela opinião pública, é extremamente vitorioso, e ganhou todas as competições que participou. Se Dunga tivesse aprendido com o Galvão, teria visto que ao levar na esportiva as críticas só tem a ganhar, ganha a simpatia do povo, que passa a vê-lo como alguém injustiçado, e se coloca em um nível mais alto.

Porém ao atacar gratuitamente um funcionário de uma empresa, é esperado que essa empresa saia em defesa de seu funcionário, e não é picuinha da globo porque o Dunga não da exclusividade, ou algo assim, é simplesmente um veículo de informação defendendo um de seus maiores profissionais de um ataque ofensivo e gratuito, que mancha a integridade de tal jornalista.

Porém, após o comunicado da rede globo repassado pela boca de Tadeu Schimidt o twitter, carente de um novo “cala boca Galvão” criou a tag: “CALA BOCA TADEU SCHMIDT” e as pessoas, mesmo sem entender bem o que está acontecendo, ficam espalhando essa tag, como se Dunga fosse o herói que peitou a globo e agora está sendo injustiçado.

Dunga não peitou a globo nesse episódio, ele agrediu verbalmente um jornalista que estava ali fazendo seu trabalho, se Dunga não concordou com a “negativa de cabeça” que Escobar fez, ter comentado isso em frente a todos estava de bom tamanho, mas quando começa a ficar xingando baixinho, perde completamente qualquer razão que poderia ter.

Não sou um fã da globo, é um empresa que tem muitos defeitos, a arrogância principalmente, porém a atitude de defender um funcionário de um ataque gratuito é louvável. Alex Escobar é um exemplo de jornalista, pessoa boa e humilde, e não merecia ser atacado da forma que foi, sem razão aparente.

Isso não é um desabafo, ou uma carta aberta, é uma constatação de fatos. A Globo não é santa, mas a burrice do povo brasileiro em endeusar Dunga que xingou um profissional sério e qualificado, só porque esse profissional é da rede Globo, é algo inimaginável.

8 comentários:

x_vny disse...

Pois é,e o pior de tudo é que ele elogiou a maturidade do time,por terem enfrentado o jogo violento da costa do marfim sem entrar no jogo deles,sem fazer o mesmo,mantendo a calma e a maturidade,mantendo o bom futebol do Brasil.. E depois disso ele vai e dá uma dessas? É foda.

Lucas Martins disse...

Na boa... Não torço pra CBF; ganhar seria a cereja no bolo pra arrogância do Dunga, que iria sair atirando pra todos os cantos.

É o grande corajoso que peita altos cargos? Queria ver ter feito o mesmo com Ricardo Teixeira e barrar Ronaldinho das Olimpíadas.

Ah! Mas o chefe não manda... Só comenta. Esqueci, foi mal.

Tyler Bazz disse...

A discussão que fica, a meu ver, é aquela sobre onde termina o direito de TODA a imprensa criticar impiedosamente (e muitas vezes injustamente) o Dunga, e onde começa o direito dele, Dunga, de se defender, de forma injusta e incorreta também.

Ninguém está certo nessa história.

Mais errado, mesmo, é o povo babaca. Que achava o MÁXIMO dizer pra gringo que Galvão é nome de pássaro, PENSANDO que engana alguém e perdendo ÓTIMA oportunidade de ficar quieto. E que adora meter a boca na Rede Globo e em tudo que ela faz, mas não perde a novela por nada no mundo.

Ivolnei disse...

Cara, vc tá do lado de quem??
Na minha opinião nem o Dunga nem Alex Scobar, muito menos a Globo, através do Tadeu Schimidt, estão coerentes. Alfinitadas,inteligência do Galvão?; carta marcada, fala ensaiada...
Se o Dunga errou em xingar o Alex Scobar, será se eles não ensairam isso?? Nunca gostaram do Dunga, agora querem derrubá-lo.
A Globo forja, mente, manipula pq estamos falando disso? Por que usamos de nossa inteligência, e ditamos o que pensamos, ora bolas eu penso por mim, não preciso da Globo e do Dunga para sobreviver.

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

@Ivoney, não estou do lado de ninguém, sei que a globo não é santa, agora sei também que o Dunga nunca foi santo! O que os brasileiros do twitter estão fazendo xingando o Tadeu Schimidt, que além de não ter feito nada, só leu um editorial da empresa, é ridículo.

A globo saiu em defesa de um de seus funcionários (que por sinal é uma das pessoas mais gentis e simpáticas de lá, e criar perfis falando mal do Escobar, hashtag mandando o Tadeu calar a boca, e colocar o Dunga como "O homem que enfrentou a globo" é algo ridículo.


O dunga não dá preferências, ele trata mal toda a imprensa, só que no caso ofendeu publicamente um jornalista, e a empresa que emprega esse jornalista se sentiu no dever de responder.

Eu não estou do lado de ninguém, estou contra os acéfalos que xingam a tudo e a todos, sem nem pensar em motivos ou razões.

Cantastorie disse...

Io continuo a non capire nulla... però leggo! Forse alla fine imparerò il portoghese e potrò leggere Pessoa in originale... :)

:*

Marti

Bruno disse...

Pô, Pedrão, agora já passou o episódio todo e acho que nem faz mais sentido eu comentar sobre...

Mas sem fugir muito do assunto, acho que a marca que ficou nesse Mundial foi o destempero e o despreparo psicológico tanto do técnico quando dos jogadores. Foi só tomar um gol, num lance infeliz, contra a Holanda que a equipe inteira ruiu e deixou ir por água abaixo o resultado excelente do primeiro tempo.

Fica o exemplo dos uruguaios que, pra mim, foram guerreiros e lutaram todas as partidas até o último segundo.

Abraço

Bruno disse...

Não tem nada a ver com o post, mas eu sempre quis assistir Band of Brothers. Agora, com a sua recomendação, vou correr atrás.

Abraço